Arco-íris da vida

Saturday, February 04, 2006

Eclipse


Acabei de ler outro livro, desta vez um clássico da literatura contemporânea. "Eclipse" de Jonh Banville, foi comprado na feira do livro, em Novembro passado. Inicialmente paraceu-me complicado e confuso, no entanto, continuei a sua leitura, sempre na expectativa de se desvendar o mistério de tão complexa narrativa. Finalmente, quase no final, compreendi a dimensão da dor sentida pelos pais que acabam de perder a única filha.

Um actor decide inesperadamente deixar a família e abandonar a sua carreira, para se refugiar na casa onde passara a sua infância. Pretende sobretudo, com esse gesto radical, que muito pouca gente compreende, afastar-se das pressões da sua vida, retirando-se do mundo por algum tempo. Mas isso virá a revelar-se impossível: porque a casa onde espera encontrar paz é uma casa cheia de presenças, uma casa habitada por memórias, amistosas umas, amargas outras, todas perturbadoras e desconcertantes.

Recomendo.

Thursday, February 02, 2006

DIA DOS AMIGOS



Quatro semanas antes do Carnaval, na quinta-feira de cada uma delas, comemora-se, nos Açores, o dia dos amigos, o dia das amigas, o dia dos compadres e o dia das comadres, respectivamente. É uma tradição que se encontra cada vez mais enraizada, tendo-se juntado alguns pormenores modernos, tais como os strips nos bares e pubs.

Hoje é o tão esperado dia dos amigos. Os homens juntam-se e vão jantar a restaurantes/pubs/bares que já estão preparados para a ocasião. A ementa é à escolha, mas não devem faltar os pratos típicos açoreanos, bem como as sobremesas, que nesta época se conta com as malassadas, arroz doce, fatias douradas, coscorões, etc, tudo muito bem regado com um vinho à maneira. Depois de bem comer e beber, lá vem a tão esperada hora: a do striptease feminino. Claro que isto já não faz parte da tradição, é um acréscimo dos tempos modernos. No entanto, há ainda amigos (poucos) que preferem respeitar a tradição. A partir da meia noite, nos pubs e bares, começa o pézinho de dança e a entrada é livre para as senhoras (só as mais afoitas é que se atrevem a sair nesta noite). É, portanto uma noite só para eles.

No dia das amigas, na próxima quinta-feira, a farra é semelhante, com direito a striptease masculino, para as mais ousadas. A única diferença é que as mulheres dão prendas às suas melhores amigas, ou então, fazem o jogo das "amigas invisíveis", ou seja, dão uma prenda à amiga cujo nome lhe saiu no sorteio, previamente combinado pelo grupo. Geralmente, na altura da entrega da prenda, descobre-se quem a deu, mas para respeitar a tradição, a amiga deveria manter-se sempre em segredo. É também uma noite só para elas e a entrada nos bares é gratuita para eles.

O dia dos compadres e das comadres já não é vivido tão intensamente como os anteriores, mas trocam-se telefonemas ou sms, entre compadres e comadres.

Nas nossas escolas estes dias são também comemorados. Nesta época, nas áreas de Formação Cívica e Língua Portuguesa, é trabalhado o tema da amizade, onde se reforça o valor da amizade e a importância dos amigos. Há também quem aproveite a época para explorar esta tradição na disciplina de Área de Projecto. Tanto no dia dos amigos, como no dia das amigas, trocam-se postais ou cartas entre os amigos mais chegados, e também se faz o jogo das "amigas invisíveis" na turma. Nestes dias, costumamos fazer um lanche-convívio onde não faltam as malassadas e o arroz doce.

E como não podia deixar de ser aqui deixo um poema sobre a amizade.


Amigos verdadeiros, são para sempre porque...

não importa a distância,no coração estarão sempre perto.

não importam as diferenças,no coração sempre terão um ponto de acordo.

não importam as brigas,no coração sempre haverá lugar para o perdão.

não importam circunstancias,

sempre haverá um ombro para recostar,

mãos para ajudar,

olhos para enxergar e chorar de alegria e dor,

bocas para expressar as verdades e sorrir.

Amigos, verdadeiros são para sempre,

porquequando dois corações se unem, formando um só,

DEUS se manifesta ali,

através do amor e o amor é mais forte que a morte,

é benigno, paciente, tudo sofre, crê, supera.

não se ufana, nem se ensoberbece,

apenas ...ama.certamente, permanece.

beijos no coração.


ALESSANDRA SANTOS LIMA NASCIMENTO